domingo, 17 de agosto de 2008

Novamente sinto a necessidade...de relembrar o que realmente é real


Eu tenho um vazio cá dentro..que como tem a janela partida faz corrente de ar e lembro-me de ti....Estou sempre tão sorridente... tão feliz... e agitada ... que me esqueço do que na verdade se passa connosco. Tenho uma ferida bem ca dentro sabes? Ou será que não sabes? Eu colei uma fita a volta do meu coração, para não o fazer chorar mais, Pa não me fazer lembrar o que tanto quero esquecer. Mas em dia de tempestade a fita cola que lá coloquei não chega para remendar o que esta partido! Quando se fala em quebras amorosas... ui... como custa a passar!! Tinha orgulho de sorrir tanto e dizer... eu estou FELIZ, sabem? Estou mesmo!
Amo a vida... mas ela não faz sentido assim... assim como nós estamos...longe e perto... próximos mas tão distantes. Tenho saudades de ser lamechas... de corar quando me olhas demais...de ficar pior que estragada quando se riem demais para ti... tenho saudades de olhar nos teus olhos e sentir necessidade de dizer : Eu AMO-TE... K saudades de sentir o meu coração a bater tão forte quando me abraçavas bem junto a ti e me pedias não me deixes, eu Preciso de ti! Ai que saudades... de ti... de um abraço teu...que faz com nada me faça mal ali...
As vezes penso que nunca mais vou ser aquilo que fui..tenho medo de me tornar um pouco fria! As vezes eu Penso que tu nunca mais vais voltar a ser Meu, que nunca mais vais voltar a sentir a sensação de me amar, de querer estar comigo. Sinto me incapaz.
Existe uma repulsão.... entre a razão e o coração. A razão mostra-nos que no fundo já demos tudo de nós um ao outro e k cada um tem de seguir o seu caminho, mas o coração... Coração impede-nos de dizer adeus, de virar costas e seguir sem olhar para trás...Porque aquilo que nos une é tão forte, tão sincero...mas a dúvida teima em permanecer... Será que é amor?? Eu sinto que sim mas ao mesmo tempo sinto que não...e confuso...mas ao mesmo tempo tão claro.
Esta janela que está aberta, foi-se partindo aos poucos , sofrimento doloroso, apartir do momento que tudo mudou, apartir do momento que te vi ir embora...saíste pela janela...de uma forma tão rápida... mas continuas aqui, encostado...será que estás a espera de uma decisão? A espera de ir ou voltar? Procuro encontrar uma solução... para que tudo isto termine, para que possamos voltar a ser Nós, Juntos sem dúvidas ou medos...sem mágoas, Preciso de ti! E tu? Será Que precisas de mim? O mais engraçado e que eu não cheguei a esta conclusão sozinha... O tempo... o melhor amigo das pessoas... ou talvez o pior.... ajudou-me...ajudou-me a pensar...ajudou-me a limpar as lágrimas que teimavam cada dia cair mais... e agora? Achas que estou a chorar? Sinto vontade sim, de gritar bem alto, de deixar cair... mas não...Eu não vou chorar mais...Tu ensinaste-me isso... Tu sempre me limpaste as lágrimas...mas neste momento não estás aqui comigo...não estás. Dizem que tenho de lutar por ti!!
Tenho?? Mas como? Eu não sei lutar, eu sou assim, como te mostro ser, senão me amas assim, não quero que me ames de outra maneira. Mas se pudesse, se eu conseguisse, eu lutava, agarrava-te a mim e não te largava nunca mais... mas não posso...não posso fazer isso... Nunca te prenderei a mim, Nunca te irei proibir de seres livre... talvez porque hoje ..também tu não me prendes a ti... Talvez porque um dia tu abriste os teus braços sem querer e largaste-me... Recordo cada lembrança nossa, cada brincadeira por debaixo dos lençóis, cada Fuga para a tua casa... Considero sem dúvida o nosso Esconderijo... sim todos o conhecem...mas só nós sabemos os segredos que lá mantém... Recordo-me de cada promessa nossa, recordo-me quando olhávamos olhos nos olhos e confessávamos aquilo que sentíamos, o amor que sentíamos. Eu sempre parvinha... com piadinhas e tu com esse olhar que me arrepia... e esses gestos ternurentos...que me faziam perceber... que só sou parvinha por te ter ao meu lado...essas parvoíces fazem parte do amor... do verdadeiro amor... onde tudo e piroso e parvinho! Ai que saudades... Mas eu ainda te tenho.... Sou tua namorada, és meu namorado e quando sinto necessidade... eu Procuro-te e rapidamente te encontro... Não e difícil! Mas quando me dizem...luta por ele... eu pergunto-me.. mas e ele? Ele não tem de lutar por mim??
Foste tu que fugiste és tu que tens de voltar... Mas se quando voltares...e eu não estiver mais aqui...vais sofrer? Vais me procurar? Ou vais simplesmente voltar a ir embora?
TODOS MERECEMOS UMA SEGUNDA OPORTUNIDADE! E nós? Será que não merecemos essa oportunidade? De voltar a sonhar?
Amo-te... Passei por tanto... mas o calor da tua mão na minha ainda esta cá...
a lembrança do teu olhar a implorar para que nunca te deixasse... esta cá... a tua doce voz e o brilho dos teus olhos ao referir a beleza que estes viam em mim... esta tão presente! Dizes que nunca me vais esquecer... será isso um aviso para um fim? Ou apenas uma necessidade de me fazer sentir, que formos para onde formos... nunca te esquecerás do que juntos nós formámos..
dá-me a mão... deixa-me guiar-te ate ao nosso reino encantado... ele ainda esta lá... eu tenho tratado dele... todos os dias...As flores ainda brilham.. As gargalhadas ainda se ouvem.. o silencio enquanto nos olhamos ainda esta lá...Os nossos segredos.. ainda estão lá... És tudo o que sempre quis... PERFEITO... Quero ser livre... mas sou tua simultaneamente! SEMPRE!
Tu és o que eu sempre quis....Sou espectacular? Bonita? De que serve? Tu não voltas mesmo assim...De que preciso? abanar o nariz? E falar á bebé? Eu faço-o... sabes bem que sim! =)
Eu Amo-te... e ao mesmo tempo gosto tanto de ti !

Nenhum comentário: