segunda-feira, 6 de setembro de 2010

...

Derramei uma lágrima quando te virei as costas depois de te ter dito adeus. O meu coração ficou mais pequeno que uma formiga e a garganta doeu numa dor que tinha jurado a mim mesma não voltar a sentir! A certeza que me davas todos os dias ficou desfeita numa noite, em apenas meia hora, o teu silêncio e o teu olhar destroçaram-me! Voltei a sentir-me fraca, e nao queria que me fizesses sentir assim, não tu! Estou incapacitada para te dizer seja o que for.



Eu só desejo que sejas feliz!

Nenhum comentário: