quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Sou...


Sou como o vento que corre quando quer e para onde lhe apetece , e nunca se deixa apanhar ( um dia deixei e sofri).
Sou metade sol , metade lua , gosto do meu espaço para brilhar e de partir quando o espectáculo está no seu auge.
Sou como o céu que se veste de negro quando está revoltado .
Sou como a noite que adora a solidão .
Sou como uma música triste , que toca sem parar mas que engole o seu som para disfarçar essa tristeza que a consome desde a primeira nota .
Sou como um livro fechado , que muitos conhecem e julgam a capa, mas que não se interessam por saber o que tem escrito no seu interior .
Sou como uma vela , apenas dão pela sua presença quando tem a sua chama acesa .
Sou como uma ilha perdida à espera que descubram o que tem de melhor .
Sou como o amor, apaixonada, louca, dependente
Sou como o desamor fria, chorosa e independente.
Sou como o sorriso perdido e achado nos escombros do coração
Sou um ser que odeia mas que gosta de amar!
Sou como uma lembrança que um dia será lembrada!
Sou transparente como o reflexo da água.
...
Sou uma sombra perdida no meio de corpos perdidos que se tentam enquadrar num mundo perdido , ilógico e degradado ..

3 comentários:

Eliane F.C.Lima disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Eliane F.C.Lima disse...

Observei, por todos os textos aqui postados, que a Literatura é um prazer ou até uma necessidade. Também sou assim. Meus textos estão em POEMA VIVO (http://poemavida.blogspot.com) e meus estudos literários (sou doutora em Literatura)em LITERATURA EM VIDA 2 (http://literaturaemvida2.blogspot.com). Adoraria receber essa jovem poeta lá.
Eliane F.C.Lima

Just by myself disse...

A noite, o fogo, a solidão, me interessam muito.
O amor, esse é incompetente. Ponto.

http://www.blogger.com/profile/10211978700933535859